Fábio Batista de Sousa
Psicólogo Clínico
Gestalt-terapeuta
CRP 06/116425

Sintomas de ansiedade, uma tristeza duradoura e “sem motivos”, incertezas profissionais, ou, dificuldades em um relacionamento. São situações comuns, presentes no cotidiano de muitos. Entretanto, por vezes, a dificuldade para lidar com essas ou outras questões "levam" as pessoas aos consultórios de psicologia.

Agora, são estas as únicas razões? Existem outras possibilidades?

Bem, quando alguém me pergunta “quando uma pessoa deve fazer psicoterapia?”, costumo responder que independente dos motivos, fazer psicoterapia é um ato de cuidado consigo, e que pode ser buscado sempre que a pessoa acreditar que uma outra vida; mais satisfatória, feliz, ou interessante, é possível.

Portanto, explico que independente dos motivos ou das ambições, o meu trabalho consiste em auxiliar pessoas que desejam vivenciar o processo de autoconhecimento, crescimento e reinvenção de si.